Tratamento da Calvície Feminina: Conheça suas Causas - Blog - Produtos Digitais - JP Cosmetics

Tratamento da Calvície Feminina: Conheça suas Causas

Calvície feminina, diferente da masculina, é caracterizada pelo afinamento gradual do folículo capilar. 

Fatores hormonais e genéticos estão entre as causas. Diante disso, existem tipos de calvície feminina que corresponde aos variados tratamentos que vão desde medicamentos a aplicação cirúrgica. 

Neste artigo vamos elencar estes elementos para a melhor forma de manter os fios e combater este mal que interfere a autoestima feminina. 

CALVÍCIE FEMININA E SUAS CAUSAS

Provém da disfunção que ocorre progressivamente com a escassez dos fios no topo da cabeça, ou seja, não chega ser visível como nos homens. O quadro é caracterizado pelo afinamento gradual do folículo.  

Fatores genéticos, alterações hormonais, inflamações no couro cabeludo e dietas com baixa proteína têm relação direta com a causa. 

Nas mulheres este processo ocorre por meio de duas principais linhas: a miniaturização dos folículos e a redução da fase anágena no ciclo de vida dos fios, que corresponde a redução de crescimento dos cabelos. 

Mulheres com histórico familiar de calvície e ovários policísticos, têm maior propensão a desenvolver o quadro.  

Da mesma forma, o quadro pode se desenvolver por meio de doenças na tireoide, sífilis, deficiência de ferro e utilização de determinados medicamentos que influenciam no surgimento do problema.

Por isso, é importante estar atenta à saúde do organismo no geral. 


Este artigo pode interessar a você: Queda de cabelo, principais problemas que induzem a calvície


IDENTIFICAÇÃO DOS SINAIS

Quando se fala em mulheres neste aspecto é necessário entender a diferença entre calvície e queda de cabelo.  

Tanto homens como mulheres perdem em média de 100 e 150 fios por dia. Por exemplo: Encontrar fios no travesseiro, pentear o cabelo e tomar banho é um evidente sinal de queda. 

Na calvície feminina, a causa ocorre de forma progressiva e se manifesta com a escassez de fios no topo da cabeça, sem a queda visível do cabelo. 

Esse processo, como já citado, é a miniaturização, como principal sintoma o afinamento progressivo dos fios. 

A mulher, que esteja com esses sintomas, deve procurar uma avaliação profissional para confirmar as causas, já que vários motivos levam à queda do cabelo, como a produção hormonal do organismo.  

Vale enfatizar que o ciclo de vida saudável passa por três fases: 

1ª Anágena – os fios crescem por três a quatro anos; 

2ª Catágena – é o intervalo após o crescimento com duração de duas semanas;  

3ª Telógena – a queda natural de alguns fios. Em casos de calvície feminina, após a queda, os fios perdem força e, nos próximos ciclos de vida, o crescimento é reduzido. 

NO QUE DIFERE A CALVÍCIE FEMININA DA MASCULINA?

Nos homens, ocorre de forma rápida e acentuada, podendo acontecer a perda total dos fios na cabeça e em outras regiões, como a barba.  

É comum a calvície masculina se caracterizar pelas famosas “entradas” ou áreas que já estejam totalmente calvas. Atingindo normalmente os fios do topo da cabeça, preservando os fios das laterais e da nuca. 

Nas mulheres, como dito, o problema se apresenta nas falhas em várias regiões do couro cabeludo e, em casos mais intensos, na parte superior da cabeça.  

TIPOS DE CALVÍCIE FEMININA

Alopecia Areata 

Atinge a raiz do fio, resultando em áreas circulares onde se instala a calvície.  

Na faixa etária dos 20 anos é comum essa causa que está associada a fatores genéticos, autoimunes, traumas, estresse e infecções. 

 Alopecia Androgenética 

Como na masculina, tem relação genética e ação hormonal, e se caracteriza pelo afinamento dos fios e perda gradativa. 

Neste caso específico, o tratamento precoce pode retardar a perda e recuperar parte dos cabelos, por meio de medicações orais ou microagulhamento, mesoterapia e Ledterapia. 

Eflúvio Telógeno 

Caracteriza-se pelo aumento da queda diária dos fios, seja de forma aguda ou crônica. Associa-se como deficiências nutricionais, infecções, medicamentos, dietas, cirurgias, doenças metabólicas e estresse. 

Alopecia Cicatricial 

É a perda de cabelo através de processos inflamatórios no couro cabeludo. Onde o folículo é destruído pela inflamação e substituído por fibrose. 

Alopecia Senil 

É a redução progressiva dos folículos em crescimento e no diâmetro das hastes capilares. 

Neste caso, consumir alimentos saudáveis e antioxidantes é uma ótima opção para evitar o agravamento. 

Alopecia por Tração 

Está associada ao tracionamento intenso dos fios por longo período. 

Exerce força sobre a raiz causando hipersensibilidade no couro cabeludo e falhas nas áreas de maior tensão.  

Este tracionamento pode danificar os folículos, o tornando permanente, ou seja, causando o desaparecimento dos cabelos naquela área. 

Penteados como: rabo de cavalo, coques, tranças boxeadoras, dreadlocks, mega hair e apliques, contribuem para este mal.  

TRATAMENTOS

Microinfusão de Medicamentos Percutâneo (MMP) 

A introdução de medicamentos no local. O ativo é introduzido na pele por meio de microagulhas, atingindo profundamente a região. 

Minoxidil 

Medicamento que controla e diminui quedas capilares e é tradicional no ramo dermatológico.  

Ele provoca o aumento de oxigênio e nutrientes na raiz do cabelo, influenciando o crescimento do fio e aumentando sua espessura. 

Como todo medicamento, deve haver prescrição médica, pois, há contraindicações. 

Tricoscopia 

Faz uma análise das patologias do couro cabeludo. Por meio de um equipamento com lentes de aumento potentes, analisam-se os folículos, a qualidade dos fios e as alterações na pele do couro cabeludo. 

Mesoterapia 

Este tratamento é feito por injeção de substâncias na pele do couro cabeludo, para tratar as alopecias diversas ou até mesmo outras patologias na mesma região.

Ajudando no crescimento dos fios, diminuindo a queda e trazendo fortalecimento ao cabelo. 

Microagulhas 

Aumenta o crescimento do cabelo no local por meio de estímulo dos folículos capilares. 

Também estimula a formação de novos vasos sanguíneos que nutrem o couro cabeludo. 

A leitura deste artigo lhe forneceu informações básicas para combater a calvície feminina. A autoestima é tudo e a informação te ajuda neste objetivo.

Em caso de dúvida, não hesite em voltar aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + catorze =